Assunto de mulher: Candidíase

Coceira na vagina, sensação de ardor, presença de corrimento esbranquiçado, sem cheiro e experiência de dor durante a relação sexual são os principais sintomas da candidíase, uma infecção causada por fungos que afeta principalmente as mulheres adultas mais jovens, na faixa entre 18 e 35 anos. A candidíase genital é uma infecção comum por fungos, que ocorre quando há supercrescimento do fungo chamado cândida. Esse fungo está sempre presente no organismo em pequenas quantidades, porém quando ocorre um desequilíbrio, como mudança do grau normal de acidez na vagina ou alterações hormonais, o cândida pode se multiplicar.

Sintomas:
Coceira na vulva e canal vaginal, corrimento branco, que lembra a coalhada, ardor e desconforto para urinar além de dor nas relações sexuais são os sintomas mais comuns da candidíase. As mucosas vaginais ficam bastante inflamadas e a vulva, às vezes, pode ficar com o mesmo aspecto das “assaduras” de crianças que usam fralda e apresentar fissuras. O processo inflamatório facilita a contaminação por agentes de doenças sexualmente transmissíveis, inclusive do HIV.

Como a candidíase genital é transmitida?


A maioria dos casos de candidíase genital é causada pelo fungo cândida presente no próprio organismo. O cândida geralmente vive na boca, trato gastrintestinal e vagina sem causar sintomas. Os sintomas só aparecem quando há super-população de cândida nesses locais. Raramente cândida é transmitido de pessoa para pessoa, como em relações sexuais.


 Tratamento


Medicamentos anti-fungos são tomados oralmente, aplicados diretamente na área afetada ou usados na vagina. Embora esses medicamentos geralmente curem a infecção (em 80-90% dos casos), as infecções que não respondem ao tratamento estão se tornando cada vez mais comuns. Uso freqüente e prolongado do tratamento pode diminuir sua eficiência. É
 preciso consultar um médico ginecologista para que ele indique o melhor medicamento de acordo com o nível da sua infecção.


Cuidados:

– Faça uma perfeita higienização durante o banho.
– Prefira sabonete, absorvente e papel higiênicos neutros.
– Evite banho em banheiras.
– Não use toalhas e roupas de outras pessoas.
– Seque bem todo o corpo.
– A higiene pessoal deve ser feita da vulva para o orifício retal, nunca ao contrário.
– Prefira calcinhas de algodão.
– Lave as roupas íntimas com água fervente e sabão.
– Evite  roupas íntimas de nylon e calças apertadas.
– Passe as roupas íntimas com ferro.

Cuide-se!
Siga corretamente a prescrição do seu médico e tome os devidos
 cuidados para evitar uma reinfecção.


0a.gif (300×47)
Sublime Store
Fonte: uol
loading...
loading...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

7 Comentários

  1. Mariana Polon disse:

    Assim como a candidiase é importante lembrar tb da cistite…meninas nao segurem o xixi por mto tempo…causa problemas serios!

    bjos
    Mariana Polon

  2. Nane Sepedro disse:

    Muito bom, é sempre bom lembrarmos que somos humanas e podemos ter esse tipo de problema.

  3. Luiza Leão disse:

    Muito interessante esta postagem que nos alerta e nos faz lembrar dos cuidados que devemos ter com nossa higenização íntima. Parabéns.

  4. JULIANA disse:

    Parabéns pelo post. Muito importante este tipo de alerta para as mulheres.

  5. Ana Paula disse:

    O post está otimo
    parabens muito interessante
    beijaoo

  6. Celinha disse:

    Adorei esssas dicas. Isso deve incomodar muito. Bjos Celinha

  7. Marta Ribeiro disse:

    Esse post foi muito importante, é sempre bom saber um pouco mais sobre isso ,já sofri muito com isso quando mais nova,agora não tenho mais ,desde que á himunidade do meu corpo não caia,do comtrario ela aparece, tomo um remédio todo mês ,valeu beijinhos.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
Importante Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.