O homem por trás da mensagem – de Keith Green

O homem por trás da mensagem

E quando os seus discípulos Tiago e João viram isto, disseram: ‘Senhor, queres que digamos que desça fogo do céu e os consuma como Elias fez?’ Mas Ele se virou e repreendeu-os e disse: ‘Você não sabe de que tipo de espírito você é, pois o Filho do Homem não veio para destruir a vida dos homens, mas para salvá-los’. “Lucas 9: 54-55

Tiago e João foi severamente repreendido pelo Senhor porque eles eram de um “espírito diferente” do que aquele de quem Jesus era. Ele veio para amar e perdoar, mas eles estavam todos prontos para destruir aqueles que se opunham a eles. Eles esqueceram a injunção de Jesus para ” amar seus inimigos “- eles estavam prontos para matar os deles! Oh, que lição existe aqui para aqueles de nós que são propensos a espiritualizar a nossa própria amargura e raiva. Tiago e João justificaram seus desejos dizendo que queriam fazer “exatamente como Elias”. Ele foi um profeta de Deus, que “chamou fogo do céu” contra seus inimigos. (II Reis 1: 10-12) Eles também queriam ser “profetas de fogo”.

Este artigo é uma espécie de confissão. Você vê, eu fui acusado no passado de ser um “profeta”. Devo admitir que tem um tom agradável – a palavra profeta – mas acho que causa muito mais problemas do que vale a pena. Eu tenho lutado com esse problema por cerca de seis anos, e isso é um bom tempo, considerando que eu sou cristão há apenas sete anos.

Treinamento Cristão Primitivo

Tudo começou em uma pequena escola bíblica que minha esposa, Melody, e eu fomos durante nosso primeiro ano como crentes. Um dos professores havia participado recentemente de um seminário em que o orador havia passado por todos os aspectos de cada um dos dons e chamados de homens e mulheres de Deus. Ele havia falado sobre professores, administradores e assim por diante.

O professor da nossa pequena turma naquele dia ficou muito animado em compartilhar os aspectos e as características de um profeta para a classe. Ele começou a ler suas anotações do seminário em que esteve e leu coisas do tipo: “Os profetas são muito mal-humorados, costumam ser muito difíceis de lidar, vêem as coisas em preto-e-branco e podem parecer não ter compaixão. Eles são muitas vezes considerados grosseiros e ousados, mas por dentro significam muito bem, e só querem compartilhar a verdade – mas não parecem se importar se pisam nos dedos das pessoas quando o fazem. ” Enquanto nosso professor lia essas anotações, tenho certeza de que ele não notou o sorriso se espalhando pelo meu rosto de orelha a orelha. Ora, tudo o que ele estava lendo me serviu de camiseta! Eu simplesmente não conseguia acreditar em meus ouvidos … finalmente, encontrei meu chamado!

Para completar tudo isso, quando nosso professor estava lendo, ele se virou para a classe, apontou o dedo para mim e disse: “Meus amigos, temos um profeta em nosso meio!” Bem, foi isso – eu estava viciado. Isso é tudo que eu precisava ouvir! Levou o Senhor cerca de cinco anos para esvaziar completamente minha mente das ilusões que o professor inocente e bem-intencionado da Bíblia ajudou a promover em minha vida. Muito do que ele compartilhou era verdade, mas certamente precisava de um bom equilíbrio de advertências para acompanhá-lo. Isso é o que espero compartilhar neste artigo.

A principal necessidade para este artigo

Como nós da LastDays temos um ministério de Louvores conhecido nacionalmente, muitas pessoas aparecem de todo o país e querem ver em primeira mão o que está acontecendo. De vez em quando, alguém aparece com “uma palavra do Senhor”. (Eu não estou tentando ser sarcástico. Nós tivemos alguns personagens bem interessantes aparecendo na porta.)

Nós tivemos um cara aparecer e quando o convidamos para comer uma refeição conosco, ele disse que Deus havia lhe dito para não comer. Nós perguntamos a ele: “Quanto tempo?” Ele disse que não sabia, mas não deveria comer. Ele contou uma triste história de como todos o haviam rejeitado – seus pais, sua igreja e todas as outras igrejas a que ele havia ido. Quando perguntamos a ele o que Deus havia dito a ele para compartilhar, ele abriu a Bíblia e começou a ler o Apocalipse. Depois de algum tempo, um de nossos élderes aconselhou-o a voltar para casa e estabelecer seus relacionamentos com seus pais e seu pastor. Isso ele se recusou a fazer, e seguiu seu caminho recusando-se a comer e recusando-se a ouvir porque “Deus lhe dissera …”

Outra vez, tivemos um cara com longas túnicas que disse que Deus disse a ele para vir e dizer a todos os ministérios por aqui que o Jardim do Éden estava no estado da Geórgia! Ele compartilhou com tanta urgência, com tanta sinceridade – mas não importa o que disséssemos a ele, não poderíamos convencê-lo de sua “comissão divina”. Porque “Deus disse a ele …” Ele não tinha ninguém para aconselhá-lo, ninguém para ouvir, ninguém para confirmar que, sim, Deus realmente falara com ele. Ele estava sozinho, e ele estava certo – o único certo!

Estes são alguns exemplos extremos de algo que eu acho que é um problema muito comum na igreja hoje – jovens (geralmente homens) que acreditam que Deus os levantou para dizer às pessoas o que está errado em seu ministério ou em suas vidas, ou ambos! Essas pessoas geralmente são magoadas, independentes, falantes, teimosas, intocáveis e inflexíveis. Eu sei, porque eu tenho sido um deles!

O que o Senhor recentemente me mostrou.

O subtítulo acima pode até parecer pretensioso, mas Deus fala ao Seu povo – não apenas aos “especiais”, como no Antigo Testamento – mas a todo o Seu povo. Ele fala a eles de muitas maneiras – através do Espírito Santo que vive neles, através de homens e mulheres de Deus em sua igreja e ao redor deles, mas principalmente através da Palavra de Deus, a Bíblia. Sempre que o Espírito Santo nos dá paz (ou falta de paz) sobre uma certa coisa que estamos fazendo ou queremos fazer, ou sempre que nosso pastor ou um amigo cristão nos dá conselhos ou conselhos sobre um problema em particular – ele sempre se alinhará com o Palavra de Deus, ou não é dele. Para…

“Toda a Escritura é inspirada por Deus e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para treinar em retidão; para que o homem de Deus seja adequado, equipado para toda boa obra.” -II Tim. 3: 16-17

Enquanto eu estava estudando Sua preciosa Palavra no ano passado, de repente me dei conta de que toda a minha visão de mim mesma e de minha vocação estava toda para trás. Tantas pessoas me disseram que eu era um “profeta” ao longo dos anos que eu acreditava que “eles deviam estar certos”. Eu me vi como um porta-voz da minha geração na igreja – não o porta – voz, mas um dentre vários, escolhido por Deus para ser usado para corrigir e exortar os crentes a obedecerem a Deus e ganharem este mundo para Jesus. Não é que eu não acredite mais que sou chamado para fazer isso, écrente é chamado a fazer isso – chamar todos os cristãos em todos os lugares para obedecer a Deus e ganhar o mundo para Cristo!

A principal coisa que Deus me mostrou através disso tudo é: Eu não sou chamado para ser um profeta, sou chamado para ser um CHIRISTIANO – um servo do Deus vivo! Esse é o chamado MAIS ALTO que qualquer um pode perceber. E a coisa mais linda aconteceu no meu coração. Todo o meu objetivo na vida mudou completamente – a única coisa que eu quero alcançar é ter o Senhor me dizendo quando eu estiver diante dEle: “Muito bem, servo bom e fiel!” Não, “bem feito, tu bom e fiel profeta”, ou pastor, escritor, cantor ou qualquer outra coisa. Para ser um cristão, para viver de acordo com essa palavra maravilhosa -esse é meu único objetivo.

Afinal, Paulo começa aquele livro carnoso de Romanos com estas palavras: “Paulo, um servo de Jesus Cristo, chamado para ser um apóstolo. ” Não “… um apóstolo de Jesus Cristo, chamado para ser um servo”. Não. Paul tinha suas prioridades, ele sabia o que acontecia primeiro !

A síndrome do profeta.

Tenho certeza de que você conhece alguém em sua irmandade que tem todos os sinais de ser um “profeta” em potencial. Eles não batem em torno do arbusto, mas eles dizem exatamente o que está em sua mente. Eles não são muito populares, mas não se importam porque acreditam que estão “sendo perseguidos por amor à justiça”. Eles estão sempre criticando quase tudo e raramente têm uma palavra gentil para dizer. Eles dizem que ser “gentil” seria falso para eles. Eles sabem que o fruto do Espírito Santo inclui coisas como bondade, gentileza, autocontrole e longanimidade, mas dizem que a maioria das pessoas interpreta mal essas Escrituras, “e, além disso, há muito mais na Bíblia sobre zelo e julgamento e a ira de Deus, etc. “você é um PROFETA! “E então eles dizem para si mesmos:” Uau! É por isso que as pessoas estão tão baixas comigo o tempo todo! Por que é assim que eles tratam Elias e Jeremias e … e até Jesus !!! Ei! Eu sou como Jesus! “E então eles começam a receber” palavras do Senhor “e todo o resto que vem junto com ser um” profeta “. A coisa mais triste sobre tudo isso é sempre que alguém é ousado, detestável ou alto, nós o rotulamos de “profeta”.

Mas você sabe, no fundo, a maioria deles realmente quer agradar a Deus, mas agora eles estão tão isolados das críticas e protegidos da repreensão (porque acham que são um “profeta” rejeitado) que ninguém pode ajudar ou alcance-os. E a menos que Deus intervenha em suas vidas, eles não podem ser verdadeiramente usados em qualquer longo prazo por causa de seu espírito incobrável e incontestável.

Um dos principais problemas para eles é que a maioria do que eles vêem como errado, realmente É errado! Mas eles têm pouco amor ou graça para compartilhar a verdade – eles apenas apontam seus grandes canhões e o BOOM! Eles explodem seus ouvintes em pedaços.

A lição vem em casa.

Como eu disse antes, isso é em parte uma confissão. . . e eu sinceramente sinto muito se alguma vez eu te explodi em pedaços com a minha falta de amor. Eu realmente quis dizer bem, mas fui prejudicado pela “síndrome do profeta” – a idéia de que minhas arestas eram uma parte do meu chamado de Deus. Não estou tentando dizer que o que escrevi ou preguei no passado estava errado. É só que algumas delas poderiam ter sido ditas um pouco diferente – e com muito mais graça.

Mesmo assim, se o Senhor disser para falar sobre um assunto, ficarei feliz e pronto para fazê-lo – mas devo fazê-lo como servo, não como profeta. Preciso “falar a verdade em amor” (Efésios 4:15), e sempre me certificar de que minhas palavras sejam “temperadas com graça” (Colossenses 4: 6). Esse é o caminho cristão.

loading...
loading...

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
Importante Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.